Bonitos e Baratos: o que os hostels do bairro têm para oferecer

da Redação em 10/01/14

Cada vez mais turistas e mochileiros de todo o mundo escolhem São Paulo como destino das viagens e a Vila Madalena como bairro para se hospedar. Os últimos dados da São Paulo Turismo revelam que a cidade recebeu 11,7 milhões de visitantes em 2010, sendo 10,1 milhões de turistas nacionais e 1,6 milhão de estrangeiros. Destes, 10,9% vem a lazer.

Marina Moretti.

“A Vila Madalena é o bairro que mais possui hostels, em torno de 15 contando com os do Largo da Batata. A região é umas das mais procuradas para o lazer por causa da vida noturna, da arte pulsante e dos bares”, justifica Marina Moretti, presidente da AhostelSP, Associação de Hostels de São Paulo.

Um dos desafios da Associação foi o de inserir essa  nova maneira de se hospedar nas escolhas do público brasileiro. “A ideia de quartos coletivos, por exemplo, não agrada ao brasileiro. O maior trabalho não foi o de desenvolver o mercado, e sim o de desenvolver a ideia, a filosofia”.

Para este ano, os hostels esperam que o movimento gerado pela Copa do Mundo compense os períodos de baixa temporada que passaram em 2013. O mês de maio, por exemplo, foi o mês recorde de baixa ocupação. Já o período pós-Copa é o que preocupa o setor. “Estamos com essa dupla perspectiva, esperando deixar um legado para que esse modelo de hospedagem se sustente”, almeja Deborah Cavalieri, proprietária do Sampa Hostel.

O VilaMundo visitou alguns hostels da Vila Madalena que, além do serviço de hospedagem promovem uma série de atividades para o turista, para os paulistanos e moradores da Vila Madalena. Para apresenta-lo,s convidamos Marina Moretti, presidente da AhostelSP e proprietária do Ô de Casa Hostel.

Assista aos vídeos!

1ª Parada: Ô de Casa Hostel


Para quem está procurando tranquilidade e descanso, este é o clima que o Ô de Casa oferece. Além disso, a casa divulga para os hóspedes uma programação com as atividades culturais de São Paulo.

Outra ação aberta para os visitantes é o cineclube KinÔ, que oferece sessões de cinema ao ar livre. O bar é aberto para a rua e vende o que todos devem provar quando vêm ao Brasil: frutas, tapioca, açaí, caipirinha e doce de leite.

R. Inácio Pereira da Rocha, 385. Tel.: (11) 3063-5216

2ª Parada: Casa Club

Ideal para quem está procurando música e festa. O Casa Club foi o primeiro hostel da Vila Madalena e  surgiu atrelado a um bar. A maior missão do Casa Club é fazer o intercâmbio entre os gringos e o brasileiros. É um ótimo lugar para quem quer exercitar o inglês ou outras línguas.

R. Mourato Coelho, 973. Tel.: (11) 3798-0051

3ª Parada: Sampa Hostel

Para o turista que está à procura de descontração e com vontade de conhecer pessoas novas. Como a maioria dos quartos são coletivos e o espaço é abundante, o Sampa Hostel possui um clima de sítio.
Tem bar, tem rede, espaço para tomar sol e até para acampar. As festas temáticas e os bazares periódicos são abertos à comunidade.

R. Girassol, 519. Tel.:(11) 3031-6779

4ª Parada: Hostel Alice

Para quem vem para a Vila Madalena em viagem de negócios. O hostel também é  procurado por mochileiros que já passaram por muitos países e querem uma estadia mais tranquila para o fim da viagem. E esse clima mais calmo é porque o espaço era a casa da avó da proprietária Denise Camargo, que se mudou e deixou muitas de suas coisas no local.

R. Harmonia, 1275 . Tel.:(11) 2594-3676



Gostou desta notícia?
Assine aqui a newsletter do VilaMundo e receba o melhor da Vila Madalena no seu e-mail.

Notícias Relacionadas

Comentários (2)
O barato da Vila: dicas para comer, vestir e se divertir gastando menos « Vila Madalena, cultura, economia criativa e direito à cidade | VilaMundo 26 de maio de 2014 às 13:20

[...] também: Bonitos e Baratos: o que os hostels do bairro têm para oferecer Como se divertir com uns poucos trocados na [...]

Copa do Mundo nos hostels da Vila « Vila Madalena, cultura, economia criativa e direito à cidade | VilaMundo 12 de junho de 2014 às 16:38

[...] Não deixe de ler Bonitos e Baratos: o que os hostels do bairro têm para oferecer [...]